https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ E A FELICIDADE? - Pandemia não abateu humor do brasileiro, diz 'ranking da felicidade'

Foto: Reprodução /Pesquisa mostra que, com a pandemia de coronavírus, brasileiro parece ter passado a dar mais importância às relações interpessoais BBC NEWS BRASIL

 
Humor do brasileiro oscilou pouco em relação a 2019, quando já era baixo, diz pesquisa 'Global Happiness 2020', da Ipsos. Razões da felicidade mudaram: sai a economia e entram relação com cônjuge, amigos e até caridade...


Apesar de tudo, a pandemia do novo coronavírus não conseguiu derrubar o humor do brasileiro — ou, pelo menos, não conseguiu piorar ainda mais a forma como a população se sente em 2020, em relação a 2019.  


O achado é da pesquisa Global Happiness 2020, do instituto de pesquisas Ipsos.


Na edição deste ano, 63% dos brasileiros se disseram felizes. O número oscilou positivamente, dentro da margem de erro, em relação ao ano passado. Em 2019, 61% dos brasileiros disseram estar felizes.  No entanto, não é como se o humor nacional estivesse no pico: o ano mais alegre para os brasileiros, segundo o Ipsos, foi em 2013, quando 81% se diziam contentes.  


Embora o número total tenha mudado pouco, os motivos que levam os brasileiros a se considerarem felizes mudaram em 2020, em relação ao ano passado.


Interpessoal Durante a pandemia, o brasileiro parece ter passado a dar mais importância para as relações interpessoais.  


Menos pessoas mencionaram como fonte de felicidade a situação da economia (-9%) e a própria situação financeira (-2%). Em compensação, mais brasileiros citaram a relação com o cônjuge ou namorado (+5%) e com os amigos (+4%).  


Também ganharam importância as doações aos necessitados ou o trabalho voluntário (+6%) e até o fato de ter sido perdoado por alguma falta contra outra pessoa (+6%).  


Este ano, a pesquisa da Ipsos foi aplicada em 27 países, entre os dias 24 de julho e 7 de agosto. Ao todo, foram ouvidas 19.516 pessoas, usando uma plataforma online desenvolvida pela empresa.  


No Brasil, foram ouvidos 1.000 moradores, e a margem de erro nos dados relativos ao país foi estimada em 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.  


Desde a primeira edição da pesquisa, em 2011, o índice de felicidade no Brasil caiu 14 pontos percentuais. Naquele ano, 77% dos moradores do país se diziam felizes.  


Segundo o levantamento, o ápice da satisfação dos brasileiros com a vida foi em 2013, quando 81% se disseram felizes. Por outro lado, o ano mais triste foi 2017, quando apenas 56% responderam positivamente.  


Segundo a diretora de comunicação da Ipsos no Brasil, Sandra Zlotagora Pessini, é possível que o fato da pesquisa ter sido conduzida por meio virtual tenha diminuído a representação de pessoas mais pobres na amostra, integrantes da chamada Classe E. No entanto, diz ela, a internet tem hoje grande penetração no país, e alcança algo como 74% dos brasileiros.  


China passa a liderar o ranking


Foto: Reprodução /Comemoração da Semana de Ouro chinesa; país asiático apareceu na liderança do Global Happiness 2020 BBC NEWS BRASIL


No mundo, a surpresa foi a China — o país asiático lidera esta edição do ranking, com 93% dos cidadãos se considerando felizes.  


É um crescimento expressivo em relação a 2019, quando 83% dos chineses que responderam ao questionário disseram estar de bem com a vida.  


Na edição deste ano, completam o 

"top 5"

 das nações mais satisfeitas os Países Baixos (onde 87% se dizem felizes); a Arábia Saudita (80%); a França (78%); e o Canadá (78%).  


Golpeada pela crise do novo coronavírus, a Austrália deixou o topo do ranking, que dividiu com o Canadá no ano passado.  


Na outra ponta do espectro, entre os países com menor nível de felicidade, há vários vizinhos latinoamericanos. O Peru está na lanterna, com meros 32% de cidadãos que se dizem felizes. Em seguida vem o Chile (35%) e a Argentina (43%).  


Quando comparado aos demais países, o Brasil está exatamente em cima da média global em 2020: os mesmos 63%.  


Em relação ao ano passado, a média de todos os países pouco mudou: em 2019, o percentual das pessoas que se consideravam felizes era de 64%.  


A nível global, a pesquisa Ipsos também mostra uma redução dos níveis de felicidade. Em 2011, 77% das pessoas que responderam à pesquisa se diziam felizes. Hoje, este número é de 63%, ou 14 pontos percentuais a menos.


Brasileiros buscam felicidade em mais lugares, diz diretora do Ipsos Além de perguntar sobre o quão feliz a pessoa estava, a pesquisa Ipsos também investigou quais fatores eram mais ou menos importantes para cada entrevistado.  


A pesquisa listou 29 possíveis motivações para a felicidade, e pedia aos participantes para que indicassem o quanto cada uma delas poderia trazer 

"mais felicidade",

 

"alguma felicidade"

 ou felicidade nenhuma para suas vidas.  


No caso dos brasileiros, chamou a atenção a diversidade de motivos que foram considerados importantes para ter uma vida feliz, diz Sandra Zlotagora Pessini, Diretora da Comunicação na Ipsos no Brasil.


Foto: Reprodução /Menos pessoas mencionaram como fonte de felicidade a situação da economia geral ou própria BBC NEWS BRASIL


Os fatores mais citados pelos brasileiros, em ordem de importância, 

  • foram a saúde / bem estar físico (68%); 
  • sentir que a vida tem um significado (62%); 
  • ter um bom emprego (62%); 
  • ter controle sobre a própria vida (60%) 
  • e a segurança e proteção pessoais (59%).  


"Se olharmos o 'top 10' das fontes de felicidade dos brasileiros, em primeiro lugar aparece a saúde física e mental, o que faz ainda mais sentido num contexto de pandemia. Depois, já na sexta posição, aparece a espiritualidade, que é uma dimensão que tem muita importância para os brasileiros, junto com alguns outros países, como a Arábia Saudita e a Malásia",
comenta Pessini.  


"No caso brasileiro, chama a atenção o fato de que a felicidade é composta por muitas dimensões além da questão econômica. Os amigos, o tempo livre ou de lazer; a vida afetiva. Tudo isso impacta na percepção de felicidade",
diz a diretora da Ipsos.



Fonte: R7 LifeStyle  



Esta matéria é em oferecimento de:





FOLHA DE CATALÃO - A NOTÍCIA DE FORMA DIRETA

Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget