https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ GOIÁS - Mãe de jovem morta na Argentina ao cair em poço de elevador diz que já arrecadou valor para trazer corpo a Goiás: 'Gratidão'

Foto: Reprodução /Ana Karonlina Fernandez estudava em Buenos Aires, Argentina, e morreu ao cair em poço de elevador — Foto: Reprodução/Facebook


Ana Karolina Fernandez, 22, cursava medicina em Buenos Aires. Família conseguiu dinheiro por meio de duas campanhas nas redes sociais, mas ainda não tem previsão de quando o traslado deve ocorrer...

A mãe da universitária Ana Karolina Lara Ferreira Fernandez, que morreu aos 22 anos na Argentina, onde estudava medicina, anunciou que já conseguiu o valor necessário para trazer o corpo para Goiás. Segundo Silvana Lara Ferreira, o montante foi obtido em menos de 12h por meio de duas campanhas realizadas nas redes sociais. A jovem caiu no poço do elevador do 13º andar de um prédio.

"Isso mostra a solidariedade e amor ao próximo. Gratidão é a palavra de hoje, nada podemos fazer para retribuir esse amor e ajuda que tivemos e estamos tendo de todos, apenas pedir que seja multiplicado na vida de cada um que contribuiu e tem orado por todos", 
postou Silvana, ao lado de uma foto da filha enrolada com uma bandeira do Brasil.

Ana Karolina morreu na última sexta-feira (4). Ela havia se mudado para o país vizinho há quatro anos para fazer faculdade de medicina, que era seu grande sonho. A família era natural de São Paulo, mas se mudou quando Ana tinha 6 anos para a cidade goiana. Lá ela viveu até os 18, quando foi para a Argentina.

Inicialmente, a família calculou o valor de mais de R$ 28 mil para trazer o corpo de Buenos Aires para São Paulo. De lá, ele ainda seguirá até Chapadão do Céu, no sudoeste de Goiás, onde a família vive e onde o enterro será realizado.

Silvana disse que ainda não contabilizou os valores arrecadados, mas que 
"já conseguiram mais do que precisava", 
pois a família já havia reservado uma quantia para os procedimentos e reforçou que não serão necessárias mais doações. Ainda não há uma data de quando o traslado será feito.

"Agora depende da documentação para a liberação, algo que estamos correndo atrás. Um parente foi para São Paulo para tentar agilizar as coisas", disse ao G1.


Fonte: G1 Goiás    


Esta matéria é em oferecimento de:




Folha de Catalão - A notícia de forma direta
Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget