https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CATALÃO - Helson Barbosa da Sousa o 'Caçula', fala sobre sua história de vida, política e do seu legado.

Foto: Reprodução /Rede Social Caçula

Helson Barbosa de Sousa é mais conhecido como Caçula, é natural de Conceição do Araguaia/TO, mas de coração e de direito cidadão Catalano, local por onde optou em construir a sua vida particular e pública e por qual tem uma amor enorme. Caçula é pai de três filhos e avô de uma menina...

Vereador Caçula fale sobre a sua história de vida?

Caçula - 
"Nasci no seio de uma família humilde em termos financeiros, porém muito rica em relação a amor e carinho, somos 3 irmãos que foram criados através do trabalho desde cedo e buscando o próprio sustento para que assim ajudássemos nossos pais. Minha vida estudantil sempre foi em escolas públicas, a qual conclui o ensino médio."  

"Nossa família sempre atuou no ramo de atividade de restaurantes, que deu-se início no Estado do Tocantins, local onde nasci, seno assim que começou minha trajetória de vida."  

"Já no ano de 2002 quando soubemos do impulso da economia em Catalão e das oportunidades que eram apresentadas em função da exploração do minério, para cá resolvemos nos mudar. A princípio montamos um pequeno restaurante as margens da BR 050, denominado 'Farinha', onde trabalhávamos diuturnamente juntamente com minha mãe (Dona Geralda) e meus irmãos." 

"Buscando a melhoria de vida resolvemos abrir um pequeno restaurante no Distrito de Pires Belos, no qual trabalhava como cozinheiro, e ainda ao lado montamos uma pequena borracharia onde trabalhava como borracheiro e também realizava o engraxamento de caminhões."  

"A vida, a vontade e a coragem de trabalhar nos ofereceu a oportunidade de crescimento e montar o Restaurante Fogão de Lenha em Catalão, na BR 050 em frente ao trevo da Mitsubishi. Durante o dia servíamos almoço, e para sustentarmos a família eu percorria locais como pátio de postos de gasolina, mineradoras e distrito industrial para oferecer marmitex."  

"Com tanto trabalho a vida foi nos oferecendo oportunidades, como ampliar o restaurante e dar início a construção do Caçula Palace Hotel, que hoje juntamente com o Restaurante Fogão de Lenha é sustento de nossa família." 

"Catalão nos ofereceu tanto que somos apaixonados por essa terra, e o meio político foi uma consequência de nosso comprometimento, que também se deu através do meio esportivo passando pela Presidência do CRAC e apoio a diversas modalidades esportivas de nossa cidade. Essa é até aqui nossa história de vida, a qual trabalhamos e contribuímos incansavelmente para o crescimento de 'nossa' Catalão, terra a quem devemos tudo em nossa vida."

Foto: Reprodução /Rede Social Caçula

Agora, qual a sua história política?

Caçula -
"Sempre fui uma pessoa de posicionamento, e que muito admira o esporte como uma oportunidade para formação de pessoas, e com advindo da oportunidade de ser Presidente do CRAC meu nome tornou-se público perante a população, que parte já me conhecia por ser um jovem trabalhador, que foi borracheiro, cozinheiro, e que era o churrasqueiro do Restaurante Fogão de Lenha, o garoto que vendia marmita e que juntamente com sua família construiu o Caçula Palace Hotel." 

"Após ouvir a minha família e saber que tinha uma dívida de gratidão com essa cidade resolvemos colocar meu nome à disposição da cidade de Catalão em 2011 pelo PMDB, único partido em minha história política. Na ocasião obtivemos 811 votos, que não foram suficientes para me eleger como vereador, porem uma votação expressiva por não ser uma pessoa do meio da política e não ter apoio dos medalhões políticos, foi uma votação advinda do povo que entendia ser a representatividade da voz humilde." 

"Passada a eleição continuei com meus negócios o trabalhador nato de sempre, porem com uma visibilidade maior em função da representatividade que carreguei nas eleições de 2011, a qual me deu a oportunidade de conhecer várias pessoas, e poder fomentar ainda mais o esporte amador de nossa cidade." 

"Devido a ser um torcedor fiel do CRAC e acompanhar de perto em 2014 o abandono dos nomes que diziam 'amar' o clube, atrelado a uma grande briga de dois importantes políticos da cidade, decidi assumir a Presidência do CRAC quando o clube literalmente foi abandonado por todos que o 'amavam'. Abandono este que prejudicou muito o planejamento do clube."  

"Após assumir o time Catalano, repleto de dividas e com desprezo do poder público e de políticos conseguimos colocar a casa em ordem e salvamos a equipe de um rebaixamento, não manchando assim a história do CRAC."  

"Após em meio a essa grande crise tive meu nome novamente conclamado por amigos, torcedores e companheiros para almejar uma vaga no legislativo, isso em parte da função da administração, transparência e seriedade que tivemos com a torcida, e principalmente pelo o respeito com a população da cidade, por ser próximo do povo, por estar sempre contribuindo com a cidade e por entender os problemas vividos de perto por toda sociedade catalana, afinal minha história de vida é de origem humilde e batalhadora." 

"Com um grupo de amigos me incentivando e solicitando meu nome nas eleições de 2016 resolvemos criar uma Base Forte, levando nossa mensagem de mudança, respeito, seriedade, transparência e representatividade para a população, além de poder ser a forma mais grata de retribuir o que Catalão me deu como oportunidade de vida." 

"O resultado do jovem Caçula surpreendeu muitas pessoas da velha política de Catalão, e a população lhe deu 1618 votos, sendo o 4º vereador mais votado de Catalão, uma responsabilidade enorme e uma vontade de trabalhar proporcional a sua expressão ao meio do povo." 

"O mesmo jovem Caçula, ignorado pela velha política de nossa cidade, conseguiu ganhar uma queda de braços com o atual prefeito e se elegeu Presidente da Câmara Municipal de Catalão, para o biênio de 2019/2020, o qual vem realizando um trabalho totalmente diferente de seus antecessores, dando transparência aos gastos públicos, cortando gastos e até mesmo salários de vereadores (13º Salario foi cortado em sua gestão), tendo ainda repassando em meninos de um ano e meio para a prefeitura de Catalão  mais de 1 Milhão de Reais para ser investido na população, e além de ser enfatizado como o vereador que conseguiu colocar respeito a casa de leis."   

"Hoje Caçula é o vereador que mais apresentou requerimentos, solicitações, ofícios e que acima de tudo busca mostrar os problemas e cobrar as soluções, em quase 4 anos de mandando é um vereador assíduo em todas as sessões e que não tem medo de se posicionar, é o vereador que está sempre em meio da população. O vereador que realmente exerce seu papel de cobrar, solicitar e fiscalizar."


Foto: Reprodução /Rede Social Caçula


Qual o legado que o senhor deixará às comunidades? 

Caçula -
"O principal legado dentro da política foi realizar um mandando independente, sem ser submisso a partido ou a administração, e sempre estar ao lado da população, mesmo que por diversas vezes oprimido e atacado pela administração municipal mostrei o que realmente a população solicita e necessita, pois esse deve ser o papel do representante do povo." 

"Além disso me orgulho de poder ser Presidente da Câmara Municipal de Catalão, uma das maiores e mais importantes do Estado de Goiás, e deixar o legado da transparência, seriedade e do zelo com o bem público, agindo acima de tudo com respeito a população, o que não era visto anteriormente."


Foto: Reprodução /Rede Social Caçula


Como é pra você está no contexto histórico da sua cidade sendo um representante público? 

Caçula - 
"Entendo que é uma responsabilidade e um orgulho enorme representar a cidade de Catalão, independentemente de ser através do poder legislativo ou executivo, e essa mesma responsabilidade vem acompanhada de uma grande vontade de lutar diretamente pela população, fazer a tão sonhada melhoria acontecer."  

"Porém, para isso é necessário não apenas o político ter a boa vontade e o interesse, mas também haver uma interação com a população, pois se ela não se interessar por política deixara que outras pessoas, muitas vezes mal intencionadas, tomem decisões por toda sociedade, e acabará influindo diretamente no trabalho desenvolvido pelo seu representante político." 

"E nesse ponto historicamente em Catalão a uma grande divisão, o que extremamente prejudica o desenvolvimento da nossas cidade, sendo que por diversas vezes meu posicionamento a favor dos interesses da população foram simplesmente renegados por pessoas justamente mal intencionadas, que não aceitam sugestões de melhorias advindas do povo e colocadas por nos representantes políticos simplesmente pelo motivo de exercer a função e orientar o que pode ser melhorado, e ainda usam a máquina pública, que deveria servir ao povo,  para interesses escusos, incompatíveis com o bem-estar da população." 

"Resumidamente, quem tem interesse em apresentar e cobrar as necessidades da qual a população solicita acaba demostrando os problemas do município, e isso é extremamente mal visto por políticos que estão hoje na administração municipal, ou seja, não gostam de ouvir e dar voz a população." 

"E o motivo por qual estou na política e por fazer parte da história política de nossa cidade é justamente em dar voz a população, mostrar as necessidades e buscar solucionar os problemas, para isso que fui eleito pela população, e assim continuarei realizando."





Está matéria é em oferecimento:



Folha de Catalão - A notícia de forma direta
Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget