https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ GOVERNO DE GOIÁS - App indica se o usuário deve ou não fazer o teste e onde ir para realizar o exame. Programa deve chegar a 78 cidades, segundo governo.

Foto: Reprodução

Aplicativo que deve ser usado pela Secretaria de Saúde para selecionar pacientes para passar por exame em massa da Covid-19 Goiás, chega a mais 13 cidades de Goiás ...

O aplicativo "Dados do Bem", que já é usado em Goiânia para selecionar as pessoas que vão passar pelos exames em massa para identificar o coronavírus, chega a mais municípios de Goiás nesta semana. Até quarta-feira (5), 13 cidades devem iniciar a testagem (veja abaixo a lista das cidades que começam nesta semana). 

Goiânia foi a primeira cidade a aplicar RT-PCR naqueles que receberem indicação do app. Os testes pela plataforma começaram na última segunda-feira (27). Segundo a Secretaria-Geral da Governadoria, desde que começou a funcionar, até a manhã desta segunda-feira (3), 26.176 moradores de Goiás já baixaram o aplicativo. 

O que o governo já definiu é que serão 78 das 246 cidades do estado a começarem a receber os testes de RT-PCR. As prefeituras desses municípios estão assinando contratos com o estado para receber esses kits e fazer as aplicações por meio das unidades de saúde locais.

Como funciona 

O aplicativo deve ser baixado - seja em dispositivos Android ou iOS. Em seguida, a pessoa deve responder a algumas perguntas sobre a própria saúde e dados cadastrais. Com base nisso, o app indica se o usuário deve ou não fazer o teste e onde ir para realizar o exame.

Aqueles que forem indicados a passar pelo exame receberão um QR Code e a instrução de qual unidade de saúde procurar. 

Caso o resultado dê positivo, o infectado indicará até cinco pessoas com quem ele tem mais contato. Cada um desses indicados receberá uma mensagem no celular, com o voucher, e será convidado a também fazer o teste. 

Como a proposta é testar amplamente a população, podem ser selecionadas pessoas com quadros leves ou que tenham só sintomas gripais. Segundo o governo, a medida é baseada na estratégia adotada na Nova Zelândia - um dos primeiros países a conter o avanço da Covid-19. 

O governo espera que a medida ajude a rastrear aqueles que estão infectados, os que têm alto risco de contaminação e os que estão menos suscetíveis à Covid-19. Com esses dados, a administração quer apresentar soluções cada vez mais eficientes e que possam ser aplicadas a menos pessoas. 

Por meio da testagem em massa, a SES irá monitorar aqueles que tiverem o coronavírus detectado no organismo, bem como as pessoas com quem esse paciente convive. Esses dados deverão ser informados para o controle da doença.

Foto: Reprodução /Breno Esaki/Agência Saúde


Método 

A SES informou que já recebeu mais de 17 mil kits da Fiocruz para começar os testes. Eles serão enviados aos municípios escolhidos, que farão as aplicações nos moradores que forem selecionados pelo aplicativo.

Na capital, os testes estão sendo agendados para o Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp) e na Unidade de Saúde da Família (USF São Francisco).

Começam na segunda-feira (3): 

  • Americano do Brasil, 
  • Aragarças, 
  • Hidrolândia, 
  • Nova Crixás, 
  • Pirenópolis, 
  • Quirinópolis, 
  • Santo Antônio de Goiás Vianópolis. 


Começam na terça-feira (4): 

  • Ceres, 
  • Rubiataba, 
  • Valparaíso de Goiás. 


Começam na quarta-feira (5): 

  • Bela Vista, 
  • Crixás.


Fonte: G1 Goiás


Está matéria é em oferecimento:



Folha de Catalão - A notícia de forma direta
Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget