https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ FINAL DO PAULISTÃO - Luxa elogia atuação de Weverton e comprometimento do Palmeiras em ida da final: "Estão querendo"

Foto: Reprodução /Marcos Ribolli Luxemburgo em ação durante Corinthians x Palmeiras

Verdão empata sem gols em Itaquera e agora decide o Paulistão em casa, no sábado...

A primeira final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians terminou empatada sem gols na noite desta quarta-feira. Na visão do técnico Vanderlei Luxemburgo, o comprometimento da sua equipe em Itaquera merece elogios. 

Quem também mereceu destaque, na avaliação de Luxa, foi Weverton. Na primeira etapa, o goleiro, que vestiu a braçadeira de capitão, evitou o gol dos donos da casa em finalizações de Ramiro e de Matheus Vital.

"Goleiro de time grande é aquele que defende aquela única bola do jogo. Goleiro de time aparece nos momentos difíceis. No primeiro tempo, ele fez duas defesas muito boas e evitou o gol. É um goleiro de nível, está crescendo bastante com o trabalho que estamos fazendo de saída de bola, de bola parada. Está evoluindo bastante." disse Luxemburgo, que voltou a se direcionar aos torcedores do Verdão, em entrevista conduzida pela TV do clube.

"Queria mandar um recado para o torcedor. O torcedor pode questionar a qualidade, se quiser questionar, a qualidade do jogo, mas não pode questionar a dignidade e o comprometimento que os jogadores estão tendo com o Palmeiras. A gente sabe que o torcedor é exigente, mas esses jogadores estão correspondendo, estão querendo, a gente vê no dia a dia. Vai ser um jogo difícil, mas estamos esperançosos, porque os jogadores estão comprometidos." completou. 

Sobre o desempenho palmeirense em Itaquera, Luxa explicou a estratégia de buscar uma bola mais longa no ataque, principalmente nas tentativas com o atacante Rony pelo lado direito. 


"Foram dois tempos distintos. No primeiro tempo, o Corinthians teve superioridade dentro do jogo, o Weverton fez duas defesas muito boas, e parou por aí. Depois, começamos a encaixar, começamos a ter jogo também. Eles tinham uma proposta de jogo que eu tinha que ter a bola mais longa, porque eles marcavam muito bem meu meio-campo. Eles jogam com cinco jogadores no meio, conseguiam marcar meus volantes e meus meias. Apertavam meus zagueiros, e eu tinha que jogar a bola no Rony." 

No próximo sábado, Palmeiras e Corinthians voltam a se enfrentar pela final do Campeonato Paulista. Depois do 0 a 0 desta quarta-feira, quem vencer na arena do Verdão fica com o título. Se o jogo terminar empatado mais uma vez, a decisão será nas cobranças de pênaltis.

Foto: Reprodução /Marcos Ribolli - Vanderlei Luxemburgo e Tiago Nunes após Corinthians x Palmeiras na Arena.

Veja outros trechos da entrevista de Vanderlei Luxemburgo para a TV Palmeiras: 

Sobre o jogo: 


"Tentei evitar a saída com o Menino e o Patrick, porque eles receberiam de costas. Até falei no intervalo, 'eles estão marcando vocês para ter a bola longa, se vocês tentarem sair quebrando linha, pode ser perigoso'. Aí começamos a encaixar o jogo, o Weverton não teve mais nenhuma defesa importante, e começamos a jogar o Corinthians para trás. Comecei a abrir um pouco mais a equipe."


"Aquela bola do Ramiro, eu falei que o Jô puxa o zagueiro, e o Ramiro entra nas costas. Bobeamos ali, e na palestra eu até mostrei para eles. Mas, no segundo tempo, conseguimos encaixar, fui liberando a equipe. O Ramires saiu, o Bruno entrou, fazendo boas trocas com o Gabriel Menino e o Patrick de Paula. Aí botei Scarpa, Raphael Veiga, começamos a ter um pouco mais de jogo, eles estavam descansados. Foram dois tempos distintos, o Corinthians superior em momentos do primeiro tempo, e no segundo acho que fomos melhores do que o Corinthians."

Sobre estreia de Angulo: 


"O Angulo é ainda muito menino, estreou numa decisão, meio que se assustou, mas é normal. Eu queria manter a velocidade, o Rony cansou, e eu não queria colocar o time para trás, queria prender o Fagner. Ficamos com qualidade e velocidade."

Mais um jogo com Patrick e Gabriel Menino como titulares: 


"O Patrick e o Gabriel Menino têm ainda algum defeito de posicionamento, falta um pouco de discernimento tático, a gente vai ajeitando eles. Mas são jogadores que vão crescer, vão jogar no Palmeiras por bastante tempo e vão evoluir bastante."

Sobre Luan, zagueiro que entrou no lugar de Felipe Melo: 


"Gostei muito também da presença do Luan, ele teve uma participação sóbria, sem causar susto. O Gustavo (Gómez) também, é difícil marcar o Jô, o Jô incomoda. O Gustavo subiu com ele e tirou bolas. O Viña estava voltando também, sentiu um pouco." 

Sobre as substituições: 


"Estamos negociando uma decisão de campeonato. Hoje não terminou o campeonato, o campeonato termina sábado. Tem que ter muito discernimento, expondo a equipe, mas não ficando vulnerável. Fui negociando as substituições. Antes do jogo, ontem, já tinha meio que treinado com as substituições que eu ia fazer. Os caras entraram bem no jogo, e eu fui pegando a equipe mais leve a partir do momento que o Corinthians foi cedendo espaço. Scarpa e Veiga entraram bem, o Bruno entrou muito bem, dando toque de bola. Acho que funcionou bem."

Fonte: Globo Esporte 


Está matéria é em oferecimento.



Folha de Catalão - A notícia de forma direta

Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget