https://imgur.com/ZIwdItP.gif

★ ARQUITETURA NO MUNDO - As construções transformadores que vão moldar o mundo em 2021

Foto: (Reprodução) 

A pandemia pode ter interrompido o trabalho de projetos arquitetônicos em todo o mundo, mas, mesmo assim, 2021 verá uma série de novos edifícios muito interessantes...


Encomendadas e projetadas anos atrás, essas estruturas provavelmente não refletirão as novas prioridades de design que surgirão após a Covid-19. No entanto, elas estão de acordo com o espírito civicamente generoso e sustentável dos melhores nomes contemporâneos do mundo da arquitetura.  

De museus a espaços para artes cênicas, essas são as construções mais esperadas pela CNN Style, a serem inauguradas ou concluídas em 2021.  

Biblioteca Far Rockaway, Nova York

Foto: (Reprodução) 

A impressionante biblioteca pública no bairro de Far Rockaway, no Queens, em Nova York, substituirá uma biblioteca pequena, mas popular, que ficava no mesmo endereço. Com quase 2.000 metros quadrados, a nova instalação dobra o tamanho do espaço fornecido à comunidade.  


A luz fluirá através de um triângulo de vidro na entrada, bem como através da impressionante concha translúcida. De acordo com os arquitetos do projeto, do escritório norueguês Snøhetta 

– o mesmo por trás do Under, um restaurante subaquático inovador – 

o tom dourado do prédio reflete a cor do céu de Long Island.  


Taipei Performing Arts Center, Taipei


Foto: (Reprodução)


Oito anos após o início da construção, o inconfundível Taipei Performing Arts Center está finalmente pronto para ser concluído em meados de 2021. A um custo estimado de cerca de US$ 192 milhões, o edifício chamativo, com sua esfera semelhante a um planeta projetando-se de um lado, sem dúvida servirá como um marco contemporâneo para a capital taiwanesa.  


Mas não é apenas o aspecto externo que hipnotiza. Na esperança de superar as normas de design de locais – ou seu

“funcionamento interno conservador”, 

 definiu o escritório de arquitetura OMA –, o projeto tem três cinemas que operam de forma independente, mas são 

“plugados”

 em um cubo central, onde uma área flexível de bastidores pode ser configurada para atender a todos.  


Aquarela, Quito


Foto: (Reprodução)


Mais de dez anos após ganhar o Prêmio Pritzker, o chamado Nobel da Arquitetura, o arquiteto francês Jean Nouvel continua a surpreender. Entre seus projetos mais recentes está o Aquarela, um complexo residencial de 650 unidades no bairro de Cumbaya, na capital do Equador, Quito.  


Embora composto por várias estruturas separadas de nove andares, uma série de longas varandas que se desenrolam entre si dão ao projeto uma qualidade monolítica. O revestimento de pedra, as venezianas de madeira e a vegetação exterior pretendem ajudar o edifício a refletir e assimilar a topografia montanhosa e o verde da região, ao mesmo tempo em que oferece aos residentes uma ligação tangível com a natureza.  


A fase 1 deve ser concluída no início de 2021. A segunda fase ainda possa se estender até 2022, de acordo com o escritório de Nouvel.  


Hotel Green Solution House (GSH), Rønne


Foto: (Reprodução)


A Dinamarca logo receberá o que está sendo descrito como seu primeiro hotel favorável ao clima, o que significa que o edifício foi projetado para economizar mais carbono do que emite ao longo de sua vida útil. Servindo como uma nova ala do existente Hotel GSH na ilha de Bornholm, no leste do país, a estrutura é feita quase inteiramente de madeira, grande parte dela reciclada de sobras das indústrias de construção e fabricação de móveis. Em outros lugares, detritos de pedreiras de granito locais foram usados para decoração e isolamento.  


Os dois grupos de arquitetura por trás do projeto, 3XN e GXN, também olharam para o futuro do edifício: seus componentes individuais são conectados por meio de juntas reversíveis e, portanto, podem ser reaproveitados depois que o hotel chegar ao fim de sua vida útil.  


Casa da Música Húngara, Budapeste


Foto: (Reprodução)

Projetado pelo famoso arquiteto japonês Sou Fujimoto, este museu, casa de shows e centro educacional é um dos edifícios de maior destaque do Projeto Liget Budapeste, como é chamada a reforma radical do maior parque público da capital húngara.  


Localizado junto ao belíssimo Lago Városliget, a Casa terá uma cobertura ondulada com árvores que atravessam os buracos do telhado.  


O edifício pretende celebrar as ricas tradições musicais do país, mas também serve para atrair os visitantes do parque para as instalações públicas ao nível do solo. Um projeto amplo e translúcido ajuda a erodir a distinção entre o interior e o exterior.  


Outros novos destinos culturais se juntarão à Casa na área ampla, como o Museu de Etnografia e uma Nova Galeria Nacional de 50 mil metros quadrados.  


Casa de Estudantes OurDomain, Amsterdã


Foto: (Reprodução) 

A ideia de que estudantes têm de se contentar com moradias utilitárias e sem alma está desatualizada. Na verdade, este novo campus residencial na Holanda, que contém cerca de 1.500 apartamentos, oferece aos alunos de Amsterdã o tipo de amenidades compartilhadas e paisagismo verde que talvez a geração de seus pais só poderia ter sonhado.  


O complexo residencial de 90 mil metros quadrados é dividido em três edifícios esteticamente distintos; uma parte se divide em uma explosão de cubos e cores pixeladas. A OZ Architect, empresa por trás do projeto, também espera que a introdução de residências de estudantes possa animar uma área comercial que tem sido, até agora, dominada por edifícios de escritórios.  


Floating Music Hub, Ilha de São Vicente


Foto: (Reprodução) 

Na última década, o grupo de arquitetura e urbanismo NLÉ tem experimentado maneiras inovadoras de construir de forma rápida e barata sobre a água. O autodenominado Makoko Floating System da empresa 

– que permite aos construtores locais montar módulos de madeira pré-fabricados em estruturas flutuantes em A – 

já foi usado para construir escolas na Nigéria e na Bélgica.  


A mais recente evolução do sistema é um centro de performance e artes em São Vicente, Cabo Verde. Destacando-se no Oceano Atlântico, as três estruturas leves abrigarão uma sala de shows, estúdio de gravação e bar, demonstrando que a arquitetura flutuante fácil de montar pode oferecer uma alternativa acessível aos espaços culturais tradicionais.  


Grande Teatro Sunac Guangzhou, Guangzhou


Foto: (Reprodução) 

Projetado pela Steven Chilton Architects, com sede em Londres, o teatro com 2.000 lugares na cidade de Guangzhou, no sul da China, foi inspirado na textura fluida da seda bordada. Ele também homenageia a história da cidade como um centro de comércio com os desenhos em forma de tatuagem do artista Zhang Hongfei, cujas ilustrações douradas adornam o revestimento vermelho arrojado.  


Composta por milhares de painéis de alumínio, a cobertura externa parece se dobrar suavemente, revelando as entradas no nível do solo e conferindo ao edifício uma qualidade suave e escultural, apesar de seu tamanho volumoso. No interior, uma arena circular foi configurada para receber performances imersivas em 360 graus quando o edifício, agora completo, for inaugurado em 2021.



Fonte: CNN BRASIL Estilo  


Esta matéria é em oferecimento de:




FOLHA DE CATALÃO - A NOTÍCIA DE FORMA DIRETA





 

 

Tags
Reações

Postar um comentário

[blogger]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget